Fabricar o Funk em Cidade Tiradentes, São Paulo: performance em etnoficção

Date

2017-01

Authors

Boudreault-Fournier, Alexandrine
Caiuby Novaes, Sylvia
Hijiki, Rose Satiko Gitirana

Journal Title

Journal ISSN

Volume Title

Publisher

Cultures-Kairos

Abstract

O artigo discute a experiência da produção de Fabrik Funk, uma etnoficção sobre o gênero musical mais ouvido e dançado na periferia de São Paulo. O objetivo é pensar tanto a performance dos protagonistas do filme – produtores musicais, DJs, MCs, produtores audiovisuais e apreciadores do gênero Funk – como as estratégias das antropólogas enquanto realizadoras de uma etnoficção. Algumas questões norteiam a análise: de que modo os moradores de Cidade Tiradentes constroem-se como artistas e produtores ligados ao universo do Funk? Que ideias, elementos visuais, corporais e sonoros são mobilizados para a representação de vidas mais ou menos próximas às suas próprias? Como se dá a organização da filmagem (desde a roteirização até a direção dos atores, passando pela discussão de cenários e figurinos)? Como pensar a etnografia a partir da mise-en-scène? Quais as estratégias e vantagens de uma etnoficção num trabalho antropológico? Como entender o consumo, conflitos entre gerações e a posição da mulher no universo do funk? Cinema (etnoficção), fotografia, música e antropologia são formas expressivas constitutivas desta produção, e que pretendemos discutir neste artigo.

Description

This article was also published in French in the December 2016 edition of Cultures-Kairos

Keywords

performance, etnoficção, funk, música, Cidade Tiradentes

Citation

Boudreault-Fournier, A., Caiuby Novaes, S. & Hijiki, R.S.G. (2017). Fabricar o Funk em Cidade Tiradentes, São Paulo: performance em etnoficção. Cultures-Kairos. Retrieved from http://revues.mshparisnord.org/cultureskairos/index.php?id=1441